Arthur Zanetti disputa o primeiro Mundial do ciclo olímpico até 2020

0
1

Arthur Zanetti prefere pensar no passo a passo na disputa do 47º Mundial de Ginástica Artística de Montreal, no Canadá. O primeiro deles é avançar na qualificação, nesta terça-feira (3/10/2017), e ficar entre os oito melhores do torneio nas argolas.

“Primeiro, é classificar, pegar uma final. Depois, a gente pensa no pódio como objetivo.” Sem pressão por resultados, neste primeiro Mundial do ciclo olímpico até Tóquio 2020, o objetivo é avaliar o cenário pós-Jogos do Rio: quem serão os candidatos ao pódio, as mudanças no código de pontuação e o rigor dos árbitros que, por determinação da Federação Internacional de Ginástica (FIG), quer diferenciar os atletas.

O Mundial, realizado no local que recebeu os Jogos Olímpicos de 1976, será disputado entre os dias 2 e 8 de outubro por aparelhos e no individual geral. No sorteio feito pela organização, o Brasil está na subdivisão 4, a última a se apresentar na qualificação masculina – a equipe formada por Arthur Zanetti, Arthur Nory Mariano e Caio Souza, estreia no segundo dia de competições, às 11 horas (de Brasília).

Comente