Brasileirão Bom de Bola: Campeão recebe a Taça

0
0

No jogo das faixas, o Corinthians recebeu o Atlético Mineiro em casa e apenas empatou, mas tudo virou festa no final. O Timão recebeu as faixas e a taça de heptacampeão. No final, a torcida pôde comemorar a conquista inédita, pois o placar pouco importou. Na verdade sempre é bom ganhar, mas num jogo movimentado o alvinegro lutou muito com boas atuações de Jadson e Otero pelo lado atleticano, quase frango de Cássio, enfim um clássico digno de suas origens. O ano foi preto e branco no Brasileirão.

Com erro grave em campo, o São Paulo superou o apito amigo e venceu o Coritiba de virada fora de casa. O Tricolor fez um bom jogo e mesmo com um gol irregular, superou a sombra de perder injustamente e mereceu a vitória comemorada por toda a equipe que, no mínimo garantiu vaga para a  Copa Sul-Americana. Muralha falha e facilita a vida do Santos.

O goleiro do Flamengo falhou nos dois gols do Santos e ajudou o rival a garantir a fase de grupos da Libertadores. Um jogo de muitas alternativas e lances polêmicos, o Peixe afastou a fase de resultados ruins e empurrou para o Rubro-negro a responsabilidade de classificar-se para a fase grupos.

Despedida com vitória. O Palmeiras recebeu o Botafogo e na despedida de Zé Roberto, 43 anos, um dos atletas mais respeitados no futebol nacional, fechou seu ciclo após três anos de Palmeiras com muita disposição e disciplina tática. O Verdão, em noite de Keno que deu assistência para Dudu marcar e ainda anotar um golaço, despediu-se de sua torcida com três preciosos ponto que podem ajudar o campeão de 2016, a conquistar ao menos o vice-campeonato.

Muita emoção na despedida do “Zé” e, para que gosta de um bom espetáculo, valeu o ingresso para a torcida que compareceu ao Allianz ontem à noite. Notícia triste. A Ponte que ainda sonhava em escapar da segunda divisão, derrapou em casa diante do também desesperado Vitória que virou o jogo pra cima da Macaca. O vilão, muitos apontam para o zagueiro Rodrigo que fez lambança em apalpar e “dedar” no bumbum do adversário, que mesmo sem entender nada, manteve a calma e ainda por cima marcou duas vezes.

A torcida revoltada, invadiu o campo, lamentável… O Time baiano está com um pé fora da segundona.

Eu volto para falar da última rodada. Um grande abraço amigo torcedor.

Comente