Segunda, 24 Outubro 2011 21:28

21h28 - Esgrimistas brasileiras são eliminadas nas oitavas-de-final do florete

Escrito por
Avalie este item
(0 votos)

O Brasil não passou das oitavas-de-final da esgrima, categoria florete individual feminino. Após se classificarem na fase eliminatória, Ana Beatriz Bulcão e Amanda Simeão foram eliminadas nesta segunda-feira, dia 24, pela venezuelana Mariana Gonzalez (15 a 3) e pela mexicana Nataly Michael (15 a 12), respectivamente, e não conseguiram chegar às quartas-de-final.

O Brasil não passou das oitavas-de-final da esgrima, categoria florete individual feminino. Após se classificarem na fase eliminatória, Ana Beatriz Bulcão e Amanda Simeão foram eliminadas nesta segunda-feira, dia 24, pela venezuelana Mariana Gonzalez (15 a 3) e pela mexicana Nataly Michael (15 a 12), respectivamente, e não conseguiram chegar às quartas-de-final. As semifinais e finais serão disputadas a partir das 19h35, também no Ginásio La Revolución.

Além da adversária, Ana Beatriz (classificada em sexto na fase preliminar) ainda teve que enfrentar a torcida mexicana, que apoiou intensamente a esgrimista da casa. Ainda assim, o combate foi equilibrado e só se decidiu no final.

"Joguei bem, mas a luta foi decidida no detalhe. Errei porque repeti muitas vezes o movimento de contra-ataque. Ele acabou percebendo e reagiu bem", disse Ana Beatriz, lembrando que seu confronto foi contra a esgrimista número 1 do México.

Já a bicampeã pan-americana cadete (2010/11), Amanda, se classificou em último lugar na fase eliminatória (16º), o que acabou provocando o confronto com a venezuelana Mariana Gonzalez, primeira colocada geral. Aos 17 anos, ela confessou que a categoria florete não é sua especialidade. Mas ressaltou que foi válida a experiência. "Minha especialidade é a espada. Tive que compor a equipe de florete, pois a regra prevê duas atletas de cada país em cada categoria. Só o fato de ter passado às oitavas-de-final foi uma vitória para mim", frisou Amanda Simeão, que voltará a competir no próximo dia 29 na categoria por equipes da espada. O técnico Alexandre Teixeira Alves lembrou que a vaga era da esgrimista Christine Botros, que infelizmente adoeceu. "Ele teve uma infecção urinária enquanto treinava na França e não pode vir participar dos Jogos Pan-americanos", salientou o treinador.

Alexandre revelou que a meta agora é preparar Ana Beatriz para os Jogos Olímpicos Rio 2016. "É uma esgrimista jovem e com potencial. Além disso, é canhota e isso dificulta para os adversários. Vamos começar um trabalho árduo de cinco anos para poder competir no Rio 2016 com chances de brigar por medalha", previu Alexandre Alves.

Lido 158 vezes

Please publish modules in offcanvas position.