Terça, 25 Outubro 2011 18:00

18h00 - Esgrima garante ao menos a medalha de bronze no florete individual masculino

Escrito por
Avalie este item
(0 votos)

Guilherme Toldo, de 19 anos, foi a grande surpresa das disputas da esgrima na manhã desta terça-feira, dia 25, no Ginásio La Revolución. Depois de passar da fase eliminatória como o último classificado (16º lugar), o brasileiro superou os representantes dos Estados Unidos e Canadá e já está nas semifinais do florete individual.

Guilherme Toldo, de 19 anos, foi a grande surpresa das disputas da esgrima na manhã desta terça-feira, dia 25, no Ginásio La Revolución. Depois de passar da fase eliminatória como o último classificado (16º lugar), o brasileiro superou os representantes dos Estados Unidos e Canadá e já está nas semifinais do florete individual. Como não há disputa de terceiro lugar na modalidade, ele garantiu, ao menos, a medalha de bronze.

Animado com os seus resultados, Guilherme fará uma das semifinais da noite diante do norte-americano Alexander Massialas, às 19h (22h de Brasília). O venezuelano Antonio Leal e o chileno Felipe Alvear duelam pela outra vaga na disputa da medalha de ouro. O outro esgrimista brasileiro no florete, Heitor Shimbo, não passou da fase eliminatória.

Após passar pela fase eliminatória em 16º lugar, o brasileiro teve que enfrentar o norte-americano Miles Chamley-Watson (1º colocado), nas oitavas-de-final. Mesmo desconhecido, Guilherme não tomou conhecimento e, numa luta marcada por reclamações de ambas as partes, venceu por 15 a 13, levando ao delírio o público mexicano. Nas quartas-de-final, Guilherme enfrentou o canadense Etienne Lalonde Turbibe. Apesar do equilíbrio no combate, o brasileiro mais uma vez impôs um estilo mais agressivo e voltou a vencer por 15 a 7.

Em êxtase e chorando copiosamente, o gaúcho Guilherme resumiu em poucas palavras a emoção que sentiu logo no seu primeiro Pan-americano. "Sabia que seria o tudo ou nada pra mim e arrisquei tudo contra o americano nas oitavas. Joguei no limite e consegui vencer. Contra o canadense a luta fluiu melhor. Está sendo tudo diferente, pois nunca havia disputado esta competição", balbuciou Guilherme.

A felicidade do amigo Guilherme serviu para aplacar a decepção de Heitor Shimbo, eliminado ainda na primeira fase. Ele lembrou que almejava uma melhor colocação no florete: "Queria muito passar às oitavas-de-final, mas infelizmente não deu. Estou chateado até porque é o meu terceiro Pan. Queria uma colocação melhor", disse Shimbo.

Para o técnico Alexandre Alves Teixeira, foi uma conquista memorável. "No Pan do Rio, em 2007, também conquistamos um bronze no florete individual, após 32 anos sem medalhas. Repetir o feito aqui em Guadalajara é incrível", frisou o treinador, que foi arremessado ao chão na comemoração de Guilherme.

No feminino, as brasileiras Elora Pattaro e Karina Lakerbai entraram na pista do Ginásio La Revolución para lutar na categoria sabre individual. Karina não passaou da fase eliminatória. Já Elora avançou às oitavas-de-final, mas acabou perdendo para a cubana Yaritiza Goulet, por 15 a 5.

Foto: COB

Lido 148 vezes

Please publish modules in offcanvas position.