O Brasil conquistou neste sábado, 18 de julho, cinco medalhas na vela nos Jogos Pan-americanos Toronto 2015: duas de ouro, na classe RS-X (feminino e masculino), duas de prata, na laser e na 49erFX, e uma de bronze, na classe laser radial. Destaques para as medalhas de ouro de Ricardo Winicki (RS-X), a sua quarta de ouro seguida em Jogos Pan-americanos (Santo Domingo 2003, Rio 2007, Guadalajara 2011 e Toronto 2015), igualando o feito de Marcel Sturmer, da patinação artística, e para o de Patrícia Freitas (também na RS-X), conquistando, assim, o bicampeonato dos Jogos.

Terminou no último dia 31 em Miami, nos Estados Unidos, a primeira etapa de 2015 da Copa do Mundo de Vela. Depois de uma semana de competição, o Brasil encerrou a sua participação com sete barcos entre os top 10.

Nesta última semana foram definidos os dois primeiros representantes brasileiros nos Jogos Pan-Americanos. O paulista João Hackerott e a dupla gaúcha Alexandre Paradeda e Lucas Aydos confirmaram a vaga nas classes Sunfish e Snipe respectivamente. Em ambos os casos a vaga veio também com o título brasileiro.

O dia foi perfeito para Robert Scheidt, na Semana Olímpica de Garda Trentino. O maior atleta olímpico brasileiro venceu as duas regatas desta quinta-feira (8), mantendo a liderança da competição no Lago de Garda (ITA). Com os resultados, ainda aumentou para 5 pontos a vantagem sobre o vice-líder, o inglês Nick Thompson.

A regata Santos-Rio, que este ano chega a 63ª edição, é uma das mais duras provas oceânicas do país. São quase 200 milhas (360 km) sem paradas entre a cidade do litoral sul paulista e a capital fluminense. Dependendo das condições de vento e mar, ela pode durar três dias ou mais. O recorde atual é de 19h33min e foi estabelecido em 2006 pelo veleiro Sorsa III, de Celso Quintela. Este ano o barco estará na raia novamente para tentar melhorar a marca.

Robert Scheidt vai para a fase final da Semana de Vela de Kiel, nesta segunda-feira (24), na liderança da Laser no tradicional torneio alemão. O velejador repetiu o bom desempenho da estreia, com mais uma vitória, além de um oitavo e um terceiro lugar nas regatas deste domingo, somando 9 pontos perdidos, com o descarte do pior resultado. O australiano Ashley Brunning permanece na vice-liderança, com dois pontos a mais, seguido pelo alemão Philipp Buhl, com 17. O catarinense Bruno Fontes está em oitavo, com 25 pontos.

Página 1 de 13

Please publish modules in offcanvas position.