Judô: Brasil é bronze em Mundial Escolar

216
3
COMPARTILHAR

*Satiro Ferrer

No mundial escolar da Índia, o judoca Lucas Prado, faturou a medalha de bronze para o Brasil, após vencer duas lutas por IPPON. Competindo na categoria “meio pesado juvenil”, com atletas até noventa quilos e nascidos entre 1999 a 2002.  O campeonato foi disputado na cidade de Agra, entre os dias sete e quinze deste mês

Lucas Prado, garantiu sua vaga ao torneio ISF COMBAT SCHOLL, lutando em Águas de Lindóia, interior de São Paulo. Disputou o torneio seletivo, venceu três lutas, com a pontuação máxima do judô, o IPPON – o atleta oponente é arremessado caindo com as costas projetadas ao tatame, e conquistou uma vaga no mundial.

Nascido em junho de 2000, na cidade de São Paulo, o judoca começou a prática de judô aos oitos anos, no Clube Escola da Vila Matilde, desde cedo já mostrava o seu talento. Mais tarde, matriculou-se na Associação Moacir de Judô, no bairro da Mooca. Seu treinamento era intenso, duas vezes ao dia, supervisionado por Senseis e técnicos, a época Alexandre Garcia e Jaime Bragança, integrantes da comissão técnica da seleção brasileira paraolímpica de judô e João Carlos Alves, conhecido como João do Grito.

O campeão Lucas Prado,  no seu auge e com apenas 17 anos, 1,88 de altura e 90 quilos, tornou-se uma das promessas do judô brasileiro. Após a conquista, o atleta desabafou: “Buscar é mais do que sonhar”, sua meta é estar na seleção principal. Em sua chegada ao Brasil, o aeroporto de Cumbica (Guarulhos/SP) estava lotado por familiares, amigos e atletas que o receberam com muito carinho e orgulho. Feito histórico ao garoto.

O judô é bem mais que um esporte, é amor, fé, dedicação e obediência a um estilo de vida. É disciplinador, em meio ao sonho pelo lugar mais alto do pódio. Quem trilha seu caminho, afirma que não vive sem ele. E quem já trilhou, diz que não esquece jamais.

Parabéns a toda delegação e aos demais envolvidos. Torcemos que mais judocas, assim como Lucas Prado, conquiste um lugar no pódio e eleve o nome do Brasil.

*Faixa preta em judô, graduando em Educação Física e professor de judô.

 

 

3 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA