Surfistas já treinam na Guarda do Embaú e conhecem o troféu do RDS Pro Jr

0
0

Perto da data de estreia para o início do RDS Pro Jr., única seletiva sul-americana para o Mundial de Pro Junior, que acontece em janeiro na Austrália, a nova geração de jovens estrelas do surf já estão treinando na reserva mundial da Guarda do Embaú (SC), palco do evento que acontece neste fim de semana.

“As ondas daqui são muito boas e, definitivamente, aqui é o lugar perfeito para decidir quem vai representar a América do Sul no Mundial”, destaca Mateus Herdy, que foi um dos classificados sul-americanos para o Mundial de Pro Jr. em 2016. “No ano passado fui para o Mundial ao ficar em segundo em San Bartolo; tão importante quanto ganhar é classificar para o Mundial, que é um evento muito especial e reúne só os melhores”.

Quem também participou da seletiva do ano passado mas nunca competiu na Guarda é Samuel Pupo, uma das estrelas da turma e que competiu como convidado a etapa de Bells Beach do CT. “Feliz em estar aqui na Guarda pra disputar essa seletiva. É a primeira vez que vou competir e a segunda vez surfando. No ano passado eu fiquei em quinto, bati na trave, e neste ano espero conseguir a vaga”.

Mas não foram só os novatos que caíram na água – os locais também foram treinar. Este foi o caso de Tainá Hinckel, campeã sul-americana e nativa da Guarda. “Claro que poder estar em casa ajuda, mas não quero contar vantagem nisso. Com certeza é muito bom poder treinar todo dia na vala do campeonato. Quero poder levar esse troféu em homenagem ao Ricardo que foi como um irmão para mim”, diz.

Além dos treinos, a quinta-feira foi o dia de a molecada conhecer os objetos de desejo: os troféus do RDS Pro Jr., esculpidos pelo artista Luiz Rosas, o Lula. “Irado o troféu. Representa toda a natureza da Guarda e o espírito do Ricardinho. Vou lutar muito para ter ele”, comentou Lucas Vicente, outra estrela da competição e melhor brasileiro no mundial da ISA, em quarto.

Foto: Mateus Herdy (Luiz Paulo Fotografia)

Comente