Vôlei Osasco-Audax abre o playoff das quartas de final em São José dos Campos

0
8

O Vôlei Osasco-Audax abre as quartas de final do Campeonato Paulista Feminino de Vôlei da Divisão Especial nesta terça-feira (22). O time comandado pelo técnico Luizomar vai até São José dos Campos (SP) para enfrentar o Atacadão Joseense, no ginásio do Clube dos Empregados da Petrobras, a partir das 20h.

A decisão da vaga para a semifinal está marcada para a sexta-feira (25), no José Liberatti, no segundo confronto dos playoffs. Em caso de empate, um Golden Set será disputado na mesma data e local.

Se depender da tradição, retrospecto e dos elencos, o Golden Set não deverá ser necessário. Na fase de classificação, ainda sem as atletas da Seleção Brasileira e as estrangeiras, o Vôlei Osasco-Audax bateu o Atacadão Joseense por 3 sets a 1.

Agora, o time comandado pelo técnico Luizomar está completo, contando com o quarteto que defendeu o Brasil na Copa do Mundo do Japão – Bia, Roberta, Mara e Camila Brait –, além da cubana Casanova e da sérvia Ana Bjelica.

Para o técnico Luizomar, contudo, a palavra favoritismo não deve ser usada. “O jogo se ganha dentro de quadra. O Atacadão Joseense é um time jovem, que chegou à Divisão Especial nessa temporada e tem uma meninada aguerrida. Claro que jogamos com uma camisa pesada e tradicional. Montamos um grupo forte porque temos grandes pretensões para a temporada. Mas tudo isso se mostra em quadra e trabalhamos para que essa qualidade se reverta em vitórias”, avalia o treinador.

Nesse início de playoff, Osasco tem dois desfalques em função de novas convocações. A levantadora Pri Heldes e a ponteira Ellen estão servindo a seleção do exército brasileiro na sétima edição dos Jogos Mundiais Militares (JMM), na cidade de Wuhan, na Província de Hubei, na China.

“O paulista é sempre complicado, afinal, o time vai sendo montado no meio da competição, com as atletas incorporadas a medida que voltam das seleções, mas estou feliz, principalmente pela disposição da equipe”, completa o treinador.

Para a central Bia, o importante é jogar com seriedade sempre. “O maior respeito que se pode ter a qualquer adversário é jogar sempre o máximo. É isso que fazemos. Vamos lutar em São José dos Campos para abrir as quartas de final com vitória e dar um passo em direção à semifinal”, garante.

Camila Brait concorda e lembra que todo cuidado é pouco. “As meninas de São José entram em quadra sabendo que a responsabilidade é do time de Osasco. E enfrentar adversários que podem jogar como franco atiradores é sempre um perigo”, completa a líbero.

Comentar