Ana Carolina de Jesus e Vitória Rosa lideram o Ranking Sul-Americano

0
30

Ana Carolina de Jesus Azevedo (Orcampi) e Vitória Cristina Silva Rosa (EC Pinheiros) concentram as cinco melhores marcas do Ranking Sul-Americano, nos 200 m. Assim como a dupla Felipe Bardi (SESI) e Paulo André (EC Pinheiros), no feminino a briga tem sido bem acirrada quando as atletas estão na pista.

Para relembrar, na decisão dos 100 m, no Troféu Brasil de Atletismo 2020, realizado no Centro Olímpico, Vitória Rosa (EC Pinheiros) e Ana Carolina de Jesus (Orcampi) chegaram praticamente juntas e a decisão foi no photo finish. Com 11.41 (405) e 11.41 (407), respectivamente.

As marcas dos 200 m

Na primeira série semifinal do Troféu Brasil 2020, Vitória Rosa (Pinheiros) venceu com 23.24 (1.4), Ana Carolina de Jesus (Orcampi) venceu sua série, mas com tempo um pouco acima. Na decisão, a atleta da Orcampi ficou com a medalha de ouro com, 23.01 (0.0) (PB), seguida de perto pela atleta do EC Pinheiros, com 23.06 (0.0) (SB).

Além das marcas obtidas no Troféu Brasil, duas dessas foram registradas no Campeonato Brasileiro Sub-23. Ana Carolina de Jesus Azevedo fechou a primeira série semifinal, dos 200 m na primeira colocação, com 23.45 (0.3) e na final venceu com, 23.08 (0.1).

Ranking Sul-Americano Feminino 200 m – Consudatlet

1º 23.01 (0.0) – Ana Carolina de Jesus Azevedo – Troféu Brasil 2020
2º 23.06 (0.0) – Vitoria Cristina Silva Rosa – Troféu Brasil 2020
3º 23.08 (0.1) – Ana Carolina de Jesus Azevedo – Brasileiro Sub-23
4º 23.24 (1.4) – Vitoria Cristina Silva Rosa – Troféu Brasil 2020
5º 23.45 (0.3) – Ana Carolina de Jesus Azevedo – Brasileiro Sub-23

Ana Carolina de Jesus Azevedo – Que ano!

No Campeonato Brasileiro Sub-23, Ana Carolina Azevedo (Orcampi), foi campeã e recordista dos 100 m, com 11.33 (0.8), considerada melhor atleta da competição. Ana Carolina ainda integrou os revezamentos campeões do 4×100 m e do 4×400 m.

Vitória Rosa – Tóquio é logo ali…
Nos Jogos Pan-Americanos realizados em Lima (Peru), Vitória Rosa conquistou a medalha de prata nos 200 m, com 22.62 (0.4) e alcançou o índice para disputar os Jogos Olímpicos Tóquio 2020, que é de (22.80). Veja abaixo a tabela com os índices para as Olimpíadas.

“Uma coisa é fato: ninguém nasce com os aspectos físicos e com as habilidades necessárias para ser um atleta de alta performance, seja qual for a sua modalidade. Para chegar nesse nível, é preciso muito esforço, treino, alimentação e determinação… por parte de cada um de nós. E é sobre essa capacidade de superação altamente inspiradora que vem de nós atletas. E é com toda essa garra que iremos pra #tokio2021”, postou a atleta Vitória Rosa, em sua rede social.

Comentar