Ana Sátila garante ouro inédito na Copa do Mundo de canoagem

0
8

Um fim de semana inesquecível para a canoagem brasileira. Neste domingo, 18, Ana Sátila garantiu o ouro inédito pelo C1 (canoa individual) durante a Copa do Mundo em Tacen, na Eslovênia e entrou para a história da modalidade. No sábado, Pepê Gonçalves já tinha garantido duas medalhas também inéditas: um bronze pelo K1 (caiaque individual) e o ouro no K1 Extremo, modalidade que está sendo cotada para entrar no programa olímpico em Paris 2024.

No início de outubro, os dois atletas, que têm vaga garantida nos Jogos Olímpicos de 2021, estiveram na Missão Europa, parceria entre Comitê Olímpico do Brasil e Confederação Brasileira de Canoagem, e receberam os barcos que vão ser utilizados em Tóquio.

No domingo, Ana Sátila fez o tempo de 93.64 segundos, teve um toque na baliza sete, perdeu 2 segundos, mas mesmo assim teve uma vantagem de 1.73 segundos para a segunda colocada, a francesa Lucie Prioux que ficou com a prata. A terceira posição foi para a norte-americana, Evy Leibfarth.

“Estou muito contente com o resultado, sair daqui com uma medalha de ouro é muito importante pra mim, no sábado eu tinha competido pelo K1 e perdi a ultima baliza, superei o erro e coloquei forças para buscar esse ouro, as medalhas do Pepe também me inspiraram para conquistar essa hoje”, fala a canoísta.

Essa é a quinta medalha em Copas do Mundo de Sátila (o ouro deste domingo e duas prata no K1 e dois bronzes pelo C1). A canoísta também competiu no sábado (17), pelo K1 (caiaque individual feminino), ela foi a mais rápida na prova, mas por não ter passado pela última baliza da prova, ela teve um acréscimo de 50 segundos o que a deixou em 9º lugar.

Comentar