Assistente da sub-16 feminina, Bruna Rodrigues vê talentos nos Jogos Escolares

0
32

A Confederação Brasileira de Basketball esteve presente nos Jogos Escolares, em Blumenau, Santa Catarina. Bruna Rodrigues, assistente técnica da seleção feminina sub-16 na Copa América, participou da competição como uma observadora do Comitê Olímpico do Brasil, de olho em novos talentos para a modalidade.

A competição contou com 12 equipes do Brasil em duas categorias diferentes, de 12 a 14 anos e de 15 a 17. O basquete foi disputado até a quarta-feira, dia 20, e teve quatro dias de jogos no Sul do País.

“Observei pelo menos um pouco de cada equipe na fase de classificação e depois com muita atenção estive nas semifinais e finais de ambas as categorias. Filmei alguns jogos e apliquei um questionário com todas as atletas a fim de conhecê-las melhor e criar um banco de dados dos Jogos Escolares 2019”, citou Bruna.

De olho em novos talentos, ela gostou do que viu na competição. Os Jogos Escolares são um celeiro de jogadores para as categorias de base do Brasil e futuramente as seleções brasileiras.

“Fiquei feliz com o que vi nessa competição nas duas categorias. Mas as jovens de 12 a 14 anos chamaram atenção. Um nível alto das semifinais e final que mostra que a geração é muito boa para o basquete feminino”, disse Bruna Rodrigues.

 

Comentar