Bruno Fratus conquista o Bronze olímpico nos Jogos Olímpicos de Tóquio

0
21

Bruno Fratus é medalhista olímpico. O nadador brasileiro mais regular dos últimos anos conquistou o bronze olímpico nos 50m livre, nesta manhã de domingo (1º), em Tóquio, noite de sábado (1º), no Brasil. O bronze veio com o tempo de 21s57. Esta foi a 16ª medalha olímpica da Natação brasileira.

CAMINHO PARA A MEDALHA

Antes da prova, um momento de reflexão. Ás 8h43 da manhã, ainda sem nenhum outro nadador na piscina, Bruno foi à raia 3, alongou e ficou por alguns minutos. Ele falou o motivo:

“Aquele momento era um vácuo. Geralmente faço isso em grande parte das competições. Hoje não tinha uma intenção. Não tinha um intuito. Fiquei ali um pouco e voltei. É quase uma meditação”, explicou.

Candidato à medalha, Fratus iniciou sua campanha fazendo seu melhor tempo da temporada já nas eliminatórias: 21s67. Na semifinal, disputada neste sábado no horário do Japão, sexta no horário brasileiro, baixou ainda mais sua marca: 21s60 e terceiro melhor tempo para a final. Na disputa decisiva, nadou na raia 3, entre os melhores durante todo o percurso e bateu em terceiro. Medalha olímpica.

“Saiu uma betoneira das minhas costas. Eu tenho uma cobrança interna muito grande. Hoje, a Mi (Michelle Lenhardt, treinadora e esposa), me disse para que eu aproveitasse um pouco o momento. Foi isso. O meu trabalho é o mais fácil. É subir lá e nadar. Tem muita gente que me ajudou muito a chegar aqui”, disse.

Após a cerimônia de premiação, Fratus quebrou o protocolo, correu em direção à amada e a beijou. Os dois comemoraram a conquista.

Natural de Macaé, no Rio de Janeiro, Fratus se consolidou nos últimos dez anos como um dos grandes nomes da história da Natação brasileira.

Foram dez temporadas terminando entre os mais rápidos nadadores do mundo.

Durante este período, Fratus somou sete medalhas nos principais eventos do mundo. Ele subiu ao pódio nas últimas três edições de Campeonatos Mundiais: bronze em Kazan, prata em Budapeste e prata em Gwangju. Além disso, foi ouro no Pan-Pacifico e tem duas pratas e um ouro em Jogos Pan-Americanos

Quarto lugar nos Jogos Olímpicos de Londres 2012, sexto na Rio 2016, ele conquista, em Tóquio, a medalha que sempre sonhou.

Fratus chega, com o resultado na final dos Jogos Olímpicos, a marca de 91 vezes nadando para 21s. É disparado o atleta que mais atingiu esse tempo entre todos os nadadores da história.

“Eu precisava passar por essas etapas. Em 2019, nos Jogos Pan-Americanos, eu precisava ser campeão. O Brasil, em algumas provas, tem obrigação de vencer nos Jogos Pan-Americanos. Aquilo foi muito importante para mim”, completou.

Com a conquista de Fratus, a Natação brasileira agora soma 15 medalhas olímpicas (uma de ouro, três de prata e 11 de bronze). Os esportes aquáticos do Brasil ainda possuem mais uma medalha com Poliana Okimoto, bronze na Maratona Aquática, na Rio 2016.

Fonte: CBDA

Comentar