Cumprindo objetivo, Marcos e Kleber superam as dunas do segundo dia e fecham em quinto lugar

0
26

O segundo dia de competição já começou a mostrar as garras do Dakar. Em etapa de 342 quilômetros cronometrados de 553 entre Pisco e San Juan de Marcona, pilotos e navegadores voltaram a enfrentar as dunas peruanas em um dia já bastante longo.

Dentro do X Rally Team, equipe brasileira que disputa seu primeiro Dakar, tranquilidade pelo fato de Marcos Baumgart e Kleber Cincea terem fechado a etapa em um excelente quinto lugar entre os UTVs; por outro, Cristian Baumgart e Beco Andreotti voltaram a sofrer com problemas elétricos que os fizeram perder bastante tempo, finalizando o dia no 15º lugar.

Os 311 quilômetros cronometrados – distribuídos em oito waypoints – foram completados por Marcos e Kleber no Can-Am 412 em 4h16min04s, apenas 6min17s atrás da dupla chilena que venceu a etapa.

“Prova dura hoje, de navegação difícil e muitas pedras no meio da areia. Viemos bem, em uma tocada boa, sem risco, sem tomar susto, e de certa forma vendo o que acontece neste ritmo acabamos nesta posição, o que é muito bom. A ideia é se manter assim, entre os cinco, entre os dez. Ainda estamos aprendendo sobre os limites do equipamento, e o Dakar está só no começo”, destacou Marcos.

Cristian e Beco, no 398, que tiveram de enfrentar contratempos com o sistema elétrico do UTV no primeiro dia, voltaram a ter de parar várias vezes para que o carro parasse de apagar.

Terminaram o dia 40min15s atrás dos vencedores da especial, em 15º lugar. Pelo menos, agora sabem a origem do problema.

“Paramos mais de 20 vezes durante o trecho. Primeiro foi para consertar a correia do motor que havia se soltado, e aí as panes elétricas voltaram a acontecer. Aí conseguimos achar uma posição específica para prender o chicote para que o carro não apagasse e nos últimos 120 quilômetros seguimos sem problema nenhum. Agora sabemos o que fazer para sanar esta questão”, alivia-se Cristian Baumgart.

O terceiro dia do Dakar se desenha com o mesmo grau de dificuldade desta terça-feira (8). A caravana da prova deixa San Juan de Marcona com destino a Arequipa, em uma distância total de quase 800 quilômetros (798), dos quais 331 valerão para a cronometragem.

Comentar