Camila Costa uma vida dedicada ao basquete

0
183

A armadora Camila Costa começou na modalidade frequentando a escolinha do SESI/Matão interior de São Paulo, desde então, o basquete transformou a vida da menina do interior. Seleção Brasileira, Liga de Basquete Feminino (LBF), Jogos Abertos, 3×3 entre outros.

“ Meu primeiro contato com o basquete, foi através do meu irmão, ele fez uma cesta de basquete na parede de casa com aro de bicicleta quebrando a cozinha da minha mãe (risos). Mas foi aí que tudo começou, a minha grande paixão pelo basquete. Depois fui para a escolinha do SESI/Matão que tinha as aulas de esporte e comecei a levar a modalidade a sério”, relembrou Camila Costa.

Gratidão

“Hoje eu sou eternamente grata por tudo que o basquete me proporcionou na vida, tudo que me ensinou tanto como atleta como pessoa. Se hoje conquistei tudo que tenho, foi graças a ele e a todas as pessoas que fizeram parte da minha história. Principalmente meus pais, que sempre me incentivaram a fazer esporte, deixando eu livre para escolher o que eu quisesse. E quando sai de casa aos 12 anos foi à decisão mais difícil da minha vida e com certeza dos meus pais também, mas eles sempre estiveram do meu lado e nunca me deixaram desistir dos meus sonhos, e isso com certeza fez toda diferença na minha vida”.

Como boa taurina, Camila Costa é determinada, persistente e adora um desafio. Entre esses desafios, está sendo vivenciar o lado do basquete.

“Eu sou muito grata a Deus por ter colocado profissionais excelentes no meu caminho, eu aprendi muito com todos eles e hoje trabalhar como técnica, preparadora física, tendo as referências que tive e tenho, me ajudam muito. Não é fácil estar do outro lado da moeda não, confesso, ter que preparar uma equipe toda, conquistar a confiança do time e mostrar seu trabalho, saber lidar com a pressão e com cada atleta, é difícil, mas é desafiador e eu amo desafios”, falou Camila Costa.

Formada em Educação Física, Camila Costa possui um trabalho de personal. Entretanto, com a orientação da Organização Mundial da Saúde (OMS), que indicou que o distanciamento social é a melhor forma para evitar a propagação do vírus, as aulas foram suspensas, entretanto, o acompanhamento segue mesmo a distância.

“Eu sempre gostei de ajudar as pessoas a conquistaram seus objetivos, de lutarem por eles. E acho que meu trabalho é esse, estar ali incentivando, fazendo o aluno acreditar que ele consegue e fazer com que ele busque sempre o seu melhor e acima de tudo estar feliz e com saúde claro. Hoje nós estamos passando por um momento muito delicado, e eu sou muito aberta com todos meus alunos, conversamos e por motivos de segurança de todos, as aulas foram suspensas. E estamos aguardando, mas eu mantenho contato sempre perguntando como estão e se estão se cuidando, comendo certinho, não dou mole (risos)”, explicou Camila Costa.

Início de ano complicado para todos

“Está sendo um começo de ano meio complicado para meu lado profissional como jogadora, ainda não está nada definido e não sei como ficará quando tudo isso passar. Mas com certeza eu quero poder jogar na quadra 5×5 e continuar no 3×3 que é uma modalidade que vem crescendo cada vez mais”.

No último dia 03 de maio, Camila Costa comemorou aniversário e as redes sociais bombaram. Conseguimos falar com umas das amigas, a atleta Nety, da Seleção Brasileira de Basquete 3×3, que deixou um recado.

“O que dizer de você pequena grande mulher. Uma pessoal incrível e com um coração bom. Quero lhe desejar um feliz aniversário e que você continue está pessoa carismática, batalhadora, inteligente entre outras qualidades. Te desejo tudo de melhor em sua vida, que todos os seus sonhos seja realizados, muita paz, saúde, amor e muito juízo hein. Felicidades minha armadora”, desejou Nety.

Comentar