Esgrima: Henrique Marques o vence sênior na etapa do Circuito Brasileiro

0
9

Henrique Marques, atleta do Pinheiros, foi o grande campeão da categoria sênior masculino da 4ª Etapa do Circuito Brasileiro de Esgrima, reservada ao florete. Ele venceu o colega de clube Paulo Morais, na decisão do título, por 15 a 5, na noite deste sábado (7), no ginásio do Club Athletico Paulistano, em São Paulo. Um jogo onde ele precisou vencer também as dores na mão que o incomodaram durante quase todo o confronto.

Marques começou a se queixar logo no primeiro tempo. Quando vencia por 7 a 3, precisou parar o combate e solicitar tempo para receber o atendimento médico. Voltou com o ritmo mais intenso, abrindo vantagem ainda maior. O atleta se queixou novamente nos momentos finais do duelo, mas nada poderia pará-lo.

“Desde os combates das quartas de final, onde eu fiz uma virada bem complicada, já estava sentindo dores. Eu senti cãibras e meu dedo começou a travar, como se fosse um gatilho. Precisei do atendimento para dar uma pausa. E essa pausa fez a diferença”, explicou o campeão.

O esgrimista do Pinheiros fez uma campanha irretocável no torneio. Na pule, venceu todos os adversários: Felipe Galleazzi, do Betancourt (5 a 2); Pedro Montagna, mais um colega do Pinheiros (5 a 1), assim como Rafael Melaragno (5 a 3) e Theo Cholfe (5 a 0); Eduardo Gastal, do Grêmio Náutico União (5 a 0); e, Italo Vasconcelos, do CDE RJ (5 a 0).

Dono da melhor campanha, ele passou diretamente para o quadro de 32, quando bateu Guilherme Lobo (Betancourt), por 15 a 2. No quadro de 16, superou Giovanni de Nigris (Paulistano), por 15 a 3. Um duelo disputadíssimo no quadro de 8, quando venceu Jerônimo Machado, de virada, por 15 a 14. E, na semifinal, ganhou de Pedro Marostega (Grêmio Náutico União): 15 a 11

“Foi complicado desde as quartas de final, quando o Machado estava numa distância certinha e chegou a estar vencendo por 12 a 6. E na final, o que fez a diferença foi manter o ritmo desde o começo, principalmente contra um atleta mais novo”, analisou o atleta, que dedicou o título ao técnico russo Gennady Myakotnykh, que morreu em 2020.

A etapa do Circuito terá suas últimas disputas neste domingo, no cadete masculino e sênior feminino.

Comentar