Paralímpico – ‘O Atletismo salvou minha vida e mudou meu jeito de pensar’

0
270

O 7º Torneio Atletismo Paulista realizado no Centro Olímpico, em São Paulo recebeu atletas da categoria paralímpico do Clube Atletismo Brasil, de Caieiras. Seguindo todos os protocolos de saúde, a competição não recebeu a presença de público.

No 7º Torneio Atletismo Paulista, Wellington Eri Souza dos Santos, da categoria T12, competiu 100 m, 200 m, 400 m lançamento do disco e aos 16 anos o atleta se prepara para disputar o JEESP e Paralimpíadas Escolar que será realizada de 22 a 27 de novembro.

Com apenas 15% da visão de um olho e cego total no outro, Wellington Eri que já foi atleta de vôlei e encontrou no atletismo paralímpico um norte para vida.

“O Atletismo me salvou, eu estava desesperançoso da vida e foi no esporte paralímpico que eu vi o que é a vida. Então o atletismo mudou totalmente minha vida, meu jeito de pensar e evolui como pessoa. Antes eu enxergava, era atleta de vôlei. Hoje eu enxergo 15% de um olho e o outro é cego total e graças ao meu guia (Renato Pereira) que conheci o atletismo e tive a oportunidade de começar a correr.”, contou o atleta.

Foto: Marcelo Matos/Atletismo Paulista

“Coordenar para progredir, esse é o grande trabalho do guia. Estou como uns seis anos e é muito gratificante poder muitas vezes ser os olhos do atleta na pista, o Wellington está se preparando o JEESP e Paralimpíada Escolar e essa competição da Federação Paulista de Atletismo foi bem importante nessa sequência de treinamento”, explicou o guia Renato Pereira que além de atleta, atua com atletas paralímpicos.

Na 8ª série dos 400 m, Wellington Eri terminou na terceira colocação, com 1.08.23.

                                    

Comentar