Skarvuska? Conheça um pouco do país que receberá a seleção canarinho

0
42

Bola na rede, um sentimento arrebatador, a torcida vibra e não poupa esforços para ver sua seleção, a representação do país pelo mundo, fazer um belo gol.

Há quem diga que o futebol é brasileiro, que transformamos um simples jogo em arte, em show. Dessa vez, todos os malucos por bola irão acompanhar a magia de nossos extraordinários atletas na Rússia. A gente já espera o frio, não? E enfrentarão sem nenhum gole de vodka? Relaxem, porque para a época dos jogos o calor foi escalado e poderá chegar até 30º.

Por onde andarão os representantes de nossa pátria? Para conhecer um pouco mais sobre a cultura e política do maior país em extensão territorial do mundo, com certeza a dica é a obra História Concisa da Rússia, publicada pela Edipro.

Para quem vai acompanhar de pertinho a Copa do Mundo, elencamos xx fatos sobre a cultura, economia e futebol do país.

– Nos primeiros 8 ou 9 séculos de existência, a Rússia não conquistou muito população, sendo considerado um país de florestas setentrionais.

– O Teatro de Arte de Moscou foi o primeiro grande teatro russo que não era imperial.

– Durante muito tempo houve o monopólio da vodka, isso trouxe muitos conflitos comerciais.

– Na década de 90 houve um grande aumento na taxa de mortalidade devido a vodka, fruto do desespero e do álcool barato importado.

– Os números oficiais investido para a Copa são: US$ 11 bilhões em estádios, linhas de metrô de alta velocidade, rede hoteleira e em mobilidade. E ainda deram um plus de US$ 325 milhões para as demais despesas.

– Moscou – Estádio Lujniki: o maior estádio da Copa de 2018 e, provavelmente, será o palco da grande final. A capacidade oficial é de 84.745 lugares, mas quando a brigou os Jogos Olímpicos de 1980 recebeu 130 mil pessoas.

– O VKontakte é uma rede social que só é utilizada por lá, e tem mais de 340 milhões de perfis, sendo que um milhão dessas contas são brasileiras.

– O Natal é comemorado pelos russos em 7 de janeiro isso se dá porque eles seguem o calendário juliano, “atrasado” em 13 dias em relação ao calendário gregoriano.

– É proibido americanos adotarem crianças russas, a medida foi adotada em represália à decisão americana de punir responsáveis por violações dos direitos humanos na Rússia.

– Eles não ligam muito para o futebol. Uma pesquisa feita pela WCIOM (Russia Public Opinion Research Center), com 1600 pessoas de 46 regiões diferentes, 73% dos entrevistados russos é indiferente ao futebol. Oi???

Comentar