Wrestling brasileiro conquista três medalhas no GP de Madri e segue preparação para o Pan de Lima na Europa

0
50

O wrestling brasileiro conquistou três medalhas no Grand Prix de Madri disputado no último fim de semana, na capital espanhola. Aline Silva voltou ao pódio de uma competição europeia depois de dois anos ausente por lesão e conquistou a medalha de prata na categoria até 76kg do wrestling feminino. Giullia Penalber (até 57kg) e Lais Nunes (até 62kg) levaram um bronze.

Além das medalhistas, Kamila Barbosa (até 50kg) e Camila Fama (até 55kg), também do wrestling feminino, lutaram pelo Brasil e ajudaram a colocar o estilo no quinto lugar geral entre 30 países em todas as categorias do estilo.

“Foi bom voltar a competir e atingir o pódio em um torneio internacional. A meta que tracei era estar nos pódios. Claro que gostaria de estar em primeiro lugar, mas de pouquinho em pouquinho, estou chegando lá. O primeiro objetivo é Lima e depois buscar a vaga olímpica no Mundial”, comemorou Aline, bronze na Canadá Cup, antes do vice-campeonato no Grand Prix de Madri.

Depois de se enfrentarem na fase de grupos, Aline Silva e a russa Ekaterina Bukina se enfrentaram na final do torneio. Depois de um começo de luta ruim, Aline tentou buscar o resultado, chegou a diminuir o placar, mas acabou derrotada por 6 a 1.

Na disputa do bronze, Lais não deu chances para a adversária na luta e venceu a espanhola Lidia Perez ainda no primeiro round. Giullia Penalber também enfrentou uma espanhola, Graciela Sanchez, na disputa pelo bronze, encostando a rival no fim do segundo round para garantir a primeira medalha de bronze para o Brasil no torneio espanhol.

Além do wrestling feminino, os atletas da luta greco-romana Joilson Júnior e Angelo Moreira seguem a preparação no treinamento de campo internacional que reúne, até o dia 13, atletas dos quatro cantos do mundo. Da Espanha, as atletas do wrestling feminino seguem para Turquia, onde disputam o Torneio Yasar Dogu.

A competição turca conta pontos para o ranking mundial e é o último torneio para as brasileiras antes dos Jogos Pan-americanos de Lima. No Peru, a equipe luta de 7 a 10 de agosto.

“No geral, o Grand Prix de Madri foi bom e ajudou a ver alguns detalhes que precisam ser acertados para as próximas competições. Espero poder corrigir esses pequenos erros durante o campo de treinamento e ganhar ritmo de luta visando os Jogos Pan-americanos”, explicou Giullia, ouro nos Jogos Sul-americanos 2014.  

Comentar