Esgrimistas brasileiros estreiam nos Jogos Paralímpicos

0
21

Começa a partir desta terça-feira (24) a história de quatro esgrimistas brasileiros nas provas de esgrima dos Jogos Paralímpicos Tóquio 2020. Jovane Guissone, Vanderson Chaves, Mônica Santos e Carminha Oliveira são os representantes do Brasil na modalidade. Realidades diferentes, movidas na direção de uma mesma paixão: o esporte.

O primeiro brasileiro a ir à pista no Japão vai ser Vanderson Chaves, que tem a sua pule marcada já para esta terça-feira (24), às 21h (horário de Brasília), pela competição de Sabre Categoria B. Caso avance, o brasileiro disputará as semifinais, final ou disputa de bronze entre 3h30 e 8h da manhã da quarta-feira (25).

Apesar de ir para a sua segunda disputa de Jogos Paralímpicos, o gaúcho, primeiro representante brasileiro em ação, acredita que a Tóquio 2020 tem um sabor diferente da Rio 2016 pela forma como obteve a classificação para os eventos.

“A expectativa para Tóquio é diferente. No Rio, eu fui um dos atletas convidados quando a Rússia foi banida. Surgiu uma vaga para a esgrima, e eu fui indicado. Para Tóquio, eu conquistei a vaga, então o sentimento é diferente por eu mesmo ter conseguido me classificar”, comparou um dos dois negros da equipe brasileira, com o orgulho de representar a diversidade no esporte.

“Para mim significa muita coisa representar o Brasil e as pessoas negras. A gente sabe que há muito preconceito. Apesar de eu nunca ter percebido comigo, já ouvi vários relatos de atletas e de pessoas próximas, é uma situação chata. Por isso, representar todas essas pessoas é importante para mostrar que somos gente como todo mundo”, afirmou Chaves.

Também pelo Sabre Categoria B, mas no naipe feminino, Mônica compete já nesta terça-feira na disputa da pule, que terá início às 22h30. Caso chegue às semifinais, ela voltará à pista a partir das 4h da manhã de quarta-feira.

Mãe, mulher, cadeirante, Mônica tem muita ligação com a família. Já foi campeã das Américas, mas sonha em estar no pódio da Paralimpíada:

“Acredito muito que a medalha seja a cerejinha do bolo, porque a gente precisa dela, estamos lá representando uma nação, a gente vai dar o melhor naquele momento”.

Esgrimista – Carminha e Jovane na quarta

Na Espada Categoria B masculina, Jovane Guissone começa o seu caminho até a tão sonhada medalha na noite de quarta-feira (25), às 21h, na sua pule. As semifinais, finais e disputa pelo bronze estão previstas para quinta-feira (26), às 5h. Carminha Oliveira também estreia na quarta-feira na Espada Categoria A. A pule da sua competição terá início às 23h20. Se a brasileira conseguir alcançar as semifinais, ela entrará em ação a partir das 5h30 de quinta-feira.

No Florete categoria B masculino, o Brasil será representado por Guissone e Chaves. A pule desta disputa está marcada para sexta-feira (27), às 21h. As fases finais do florete vão ocorrer na manhã do sábado (28), às 4h30.

Mônica e Carminha voltam a jogar pelo Florete Categorias A e B, que têm as pules previstas para ocorrer nesta sexta-feira, às 23h. Assim como o masculino, as semifinais, final e bronze vão acontecer na manhã do sábado, só que a partir das 5h.

A poucas horas da estreia, Vanderson Chaves fez um apelo aos torcedores e amantes da esgrima.

“Peço para todos acompanharem a esgrima e ao esporte paralímpico. Deixo uma mensagem para que, se vocês tiverem um objetivo, trabalhem em prol dele, não abaixem a cabeça, pois se vocês têm um sonho grande, têm de correr atrás”, pediu Chaves.

Comentar