Orgulho dos ourinhenses, Ourinhos Basquete retornará as quadras em 2022

0
17

Um dos maiores orgulhos dos ourinhenses, a equipe do Ourinhos Basquete – que levou a cidade a ser conhecida como a ‘capital nacional do basquete feminino’ entre 1995 a 2014 – retomará suas atividades após quase      8 anos do anúncio oficial do fim da equipe, em junho de 2014.

Ourinhos, que já foi a capital do basquete feminino profissional e fez história no país, começa a retomar posição de destaque. Em 2017, o Prefeito Lucas Pocay implantou o basquete de base na cidade e promoveu campeonatos masculinos, municipal e regional, iniciativas que têm sido fundamentais para solidificar a modalidade novamente no município.

A reportagem do Tribuna Ourinhense conversou com a empresária e ex-atleta do Ourinhos Basquete, Beth Bressanin, que nos contou como surgiu a ideia de resgatar a equipe de basquete feminino, que por tantos anos lotou o Ginásio do Monstrinho e trouxe alegria a milhares de ourinhenses, além de levar o nome da cidade para todo o Brasil e até para a América do Sul.

“No ano passado, começamos a jogar todo domingo na quadra da Vila Kennedy, com as meninas que foram atletas da equipe do Ourinhos Basquete e que até hoje vivem na cidade, até que um dia eu propus para ‘Lis’ (Lisdeivi Pompa) que retomássemos a equipe de basquete feminino, com essas atletas que vivem na cidade, buscando para isto, o apoio da prefeitura e  possíveis patrocinadores, que seriam empresas de Ourinhos”.

“Na hora que a ‘Lis’ topou o desafio, se colocando a disposição para ser a treinadora da equipe, logo ela, que tem uma história linda no Ourinhos Basquete, tendo sido campeã paulista e brasileira como atleta e depois treinadora da equipe, tendo uma carreira vitoriosa  e sendo campeã brasileira pela equipe do Sampaio Correia (MA), eu não pensei duas vezes, para encarar esse desafio, e obtivemos prontamente o apoio da prefeitura, por meio do prefeito Lucas Pocay e do secretário de Esportes Danilo, que de imediato nos cederam a quadra do Monstrinho para os treinos, e que futuramente irão nos ajudar também com os custos de viagem, alimentação e uniformes, entre outras coisas”

“Estamos treinando diariamente e entre as atletas, temos algumas que foram campeãs por Ourinhos, tais como, a Djane, a Ana Flávia e Laís Cristina, além de algumas que também jogaram pela equipe, como a Solange, Ellen, Mariana, Drielle e Thaís, entre outras”.

“Já estamos inscritas para disputar o Paulista da A-2 (Liga Centro Oeste Paulista) que irá começar em março e para os ‘Jogos Regionais’ que acontecerá em julho e deveremos disputar amistosos preparatórios com equipes da região, além de fazer algumas contratações pontuais, a fim de deixar a equipe bem competitiva para disputar estes campeonatos”, explicou.

Negociação com empresas de Ourinhos

Durante a entrevista, Beth Bressanin revelou que por meio da ADO (Associação Desportiva de Ourinhos) recém-criada por ela, com apoio e participação de empresários, advogados, que compõe a diretoria, está negociando com empresas de Ourinhos, para viabilizar patrocínios para a equipe.

“Nossa intenção é retomar o basquete feminino e disputar essas duas competições neste ano e já a partir do ano que vem, com esses patrocínios que devemos anunciar em breve, possamos levar de novo a equipe do Ourinhos Basquete ao nível que sempre teve, disputando as principais competições estaduais e nacionais, e voltar a conquistar títulos, resgatando a história que a levou a ser uma das principais equipes de basquete feminino do país”, concluiu.

Ex-técnicos de Ourinhos revelam alegria pela volta da equipe

Em entrevista exclusiva ao Tribuna Ourinhense, dois ex-técnicos  do Ourinhos Basquete revelaram alegria ao saber da volta da equipe ourinhense as quadras.

O ex-técnico da Seleção Brasileira Antônio Carlos Barbosa dirigiu a equipe do Ourinhos Basquete entre 2011 e 2013 e conquistou dois vice-campeonatos brasileiros e um vice-campeonato sul-americano e afirmou estar muito feliz com a volta da equipe ourinhense e acredita que isto poderá contribuir para que outras equipes retornem suas atividades.

“É extremamente importante para o basquete feminino brasileiro esta volta do Ourinhos Basquete, já que foi uma das equipes mais tradicionais e importantes do país, disputando e conquistando diversos títulos  entre os anos de 1999 a 2013″.

“Para mim foi motivo de grande orgulho ter dirigido a equipe de Ourinhos conquistando o titulo dos Jogos Regionais, dois vice-campeonatos brasileiros e um vice-campeonato sul-americano. Vejo com muito otimismo esse retorno, pois a equipe será treinada pela Lisdeivi que foi uma referência como atleta de Ourinhos e agora se tornou uma treinadora madura e com total capacidade de comandar essa equipe”.

“Espero que a volta do Ourinhos Basquete sirva de exemplo e estimule outras equipes como Americana, São Bernardo, São Caetano, São José, Piracicaba, Prudente e Bauru, a retornarem suas atividades. Acredito que o basquete feminino só vai voltar a ser grande quando tiver mais equipes, com disputas de campeonatos entre mais participantes e consequentemente com mais jogadoras envolvidas. Quero dar os parabéns aos responsáveis por esta volta do basquete de Ourinhos”, elogiou.

Cristiano Cedra foi técnico da equipe do Ourinhos Basquete entre março e novembro de 2013, período em que conquistou o último título da equipe ourinhense, vencendo a forte equipe de Americana, na final dos Jogos Abertos do Interior, em Mogi das Cruzes (SP) e revelou grande alegria pela volta de Ourinhos ao basquete e disse sentir saudade do tempo em que treinou a equipe.

“A volta do basquete de Ourinhos é uma excelente notícia! Tenho boas recordações de Ourinhos e daquele time. É legal ver a continuidade da carreira daquelas meninas que faziam parte da equipe na época. A cidade e o povo de Ourinhos gostam de basquete. A volta da equipe traz uma oportunidade de lazer e entretenimento para a cidade além de servir de espelho para as crianças da cidade se envolver com o esporte e terem uma vida mais saudável e ativa. O basquete ganha tendo novamente uma das equipes mais tradicionais do Brasil, abrindo oportunidades para novas jogadoras. A história do basquete de Ourinhos é vencedora, pois além de contratar grandes estrelas, ainda conseguiu formar e projetar no cenário nacional jovens promessas”, ressaltou.

História da equipe do Ourinhos Basquete

A equipe de Basquete de Ourinhos iniciou suas atividades em 1995, com apoio da Prefeitura e posteriormente obteve o patrocínio de empresas como a Castor, UNIFIO, AVOA e Unimed, entre outras.

Seu maior incentivador, patrocinador e torcedor apaixonado pelo time de basquete foi o empresário ‘Chicão’ Quagliato, responsável direto por viabilizar contratações das principais atletas do país, levando a equipe do Ourinhos Basquete se tornar uma das melhores do Brasil, conquistando o pentacampeonato brasileiro, sendo sete vezes campeão paulista e campeã sul-americana, tornando a cidade conhecida como a ‘capital nacional do basquete feminino’.

O último título de Ourinhos foi em 2013, conquistando os Jogos Abertos do Interior ao vencer a forte equipe de Americana.

Com a morte de Chicão Quagliato em março de 2014 e a perda de outros patrocínios, a equipe encerrou suas atividades em junho de 2014.    

Comentar