Esgrima: Nathalie Moellhausen conquista ouro inédito para o Brasil

0
17

Nesta quinta-feira (18/07), a brasileira Nathalie Moellhausen conquistou a medalha de ouro no individual, no Mundial de Esgrima de Budapeste, na Hungria. O título é inédito para Esgrima do Brasil. A vitória por 13/12 diante da chinesa Sheng Lin veio apenas no Golden score.

Aos 33 anos, Nathalie Moellhausen faz história na esgrima brasileira. Pela primeira vez na história que o Brasil sobe no pódio na modalidade em Mundiais.

Nascida na Itália, Nathalie se naturalizou brasileira e já está confirmada na Seleção que irá os Jogos Pan-americanos de Lima, no Peru. Em 2015, no Pan de Toronto, a atleta conquistou duas medalhas de bronze (individual e equipe), competindo pelo Brasil.

Já defendendo sua país natal Itália, conquistou em Mundiais:  Ouro (2009), e duas bronze (2010 e 2011); Campeonato Europeu Ouro (2007), Prata (2009) e Bronze (2011).

A campanha de Nathalie Moellhausen foi irrepreensível no Mundial de esgrima de Budapeste. Ela veio lá de trás, na primeira etapa classificatória de grupo, as chamadas poules, na segunda (15).

Fez cinco duelos e venceu todos contra a russa Violetta Khrapina, a iraniana Paria Mahrokh, Hsieh Kaylin Sin Yan, de Hong Kong, a venezuelana Eliana Lugo, a também sul-americana Tamara Chwojnik, da Argentina, e a cazaque Vladislava Andreyeva.

A campanha jogou ela direto na chave principal dos 64 melhores no mundial de esgrima, disputado todo nesta quinta. Primeiro ela passou pela polonesa Renata Knapik-Miazga com 15 a 12 no duelo. Depois despachou a chinesa Zhu Mingye por 15 a 10.

Antes de enfrentar Lis Rottler-Fautsch, Nathalie Moellhausen fez 15 a 4 em Alberta Santuccio, ‘vingando’ Amanda Simeão, já que a italiana havia derrotado a brasileira no eliminatório preliminar.

Comentar